A régua errada

Acabamos nos tornando aquilo que medimos.
Se você trabalha por causa do dinheiro, o resultado é um. Se você faz o seu trabalho para colaborar, ajudar, construir, o resultado é outro.
Se numa viagem de carro você mede o tempo na estrada, a viagem é uma. Se você mede a segurança, ou as paisagens bonitas, a viagem é outra.
Ou seja: não adianta esperar um resultado se estamos medimos o progresso com a régua errada.
E não é apenas o resultado que é alterado pelo que medimos. Essa busca também nos molda.
Ou você consegue ser um louco no volante e, ao chegar no destino, ser outra pessoa?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s