Um pouquinho de caos

Eu conversava com um amigo que foi para a Índia. Entre outras coisas, ele ficou impressionado com o trânsito: carros, motos, bicicletas, pedestres e animais percorrendo as mesmas vias de forma caótica. “Como não acontecem acidentes?”

Lembrei de estudos que mostram que, com a ausência de algumas regras (placas, semáforos), precisamos prestar mais atenção para saber como agir (dirigir). Quando não nos dizem como proceder, precisamos de cautela.  

Sistemas complexos como uma empresa, por exemplo, costumam se organizar de forma automática a partir de uma estrutura central. E muitas regras, nesses cenários, podem ter um efeito contrário.

Isso nos leva a uma conclusão importante para o nosso trabalho: um esforço de organização nem sempre é a solução para a bagunça.

O que fazer então para tentar botar ordem em um sistema complexo? Quem sabe, inserir, intencionalmente, algumas pequenas doses de caos: uma urgência. Um imprevisto. Um susto. Algo que exige ações imediatas. E então, observar como o sistema reage.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s