Pensando em voz alta

É importante ter bons amigos, de confiança. Mas tem um risco: você constrói essa confiança, essa conexão, e o seu amigo começa a usar você para pensar em voz alta.

Você sabe de quem eu estou falando: aquele amigo cheio de ideias, que insere você num projeto imaginário. Mas ele só estava pensando em voz alta: palpitando possibilidades, como aconteceria, o que ele pensa em fazer.

Depois ele some. Esquece. Deve ter ido pensar em voz alta com outra pessoa. E se essa outra pessoa for ingênua, vai se decepcionar, pois ele fala, fala, empolga, e nada acontece.

Por isso sugiro conhecer pessoas novas. Aqueles que ainda não são amigos de confiança. Eles vão falar com você porque precisam, porque querem saber o que você acha. E se essa pessoa nova também só estiver pensando em voz alta com você, tudo bem – deixe que ela siga divagando por aí. Mas quem sabe você tenha a sorte de achar alguém que está falando sério. Que está traduzindo em palavras o que ele já faz.

E quem sabe você entre nesse ônibus, pois ele é real! Ele está indo para algum lugar. O triste é estar sempre pegando carona em tapetes voadores que andam em círculos.

A propósito, você não é esse tipo de amigo, né?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s