Contemplação e silêncio

Parei no sinal, início da noite. Eu estava ouvindo uma entrevista do Seth Godin enquanto beliscava umas bolachinhas. Um mendigo vinha caminhando entre os carros.

Abri o vidro e ofereci o pacote, que estava pela metade.

Ele perguntou: “É doce?”

E eu: “Sim! Com gengibre!”

Ele: “Eu não como açúcar, mas obrigado, vou dar para o meu irmão que está logo ali.”

Por hoje é isso. Nenhuma observação, opinião, reflexão. Algumas coisas não exigem nada mais do que contemplação e silêncio. E, se possível, um sorriso.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s