Intenção de não crescer

Ouvi a história de um pizzaiolo que foi convidado por um investidor famoso a abrir uma rede de pizzarias. Ele recusou, pois prefere cuidar bem só da sua.

Lembrei na hora da história da lanchonete em que o proprietário compra um número limitado de pães por dia. Quando acabam os pães, atingimos nossa meta, vamos embora.

Sem esforço algum você vai ouvir os críticos: “Eles não sabem ganhar dinheiro!”

O problema é que só medimos o trabalho (e as ações empreendedores) em função do quanto faturamos. Mas algumas pessoas medem qualidade sob controle. Previsão de horário e de entrega. Qualidade de vida.

Quando é com intenção, essas posturas merecem ser respeitadas. Elas representam um alento em meio à busca indisciplinada por mais e mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s