Outra rajada de vento

De tempos em tempos uma rajada de vento aparece para destruir o que construímos. Não tem como descobrir se existe algum sentido nessa frequência. O que nos resta, assim, é escolher uma forma de interpretar o ocorrido.

O mais nobre (e útil) é interpretar como uma vitória o fato de o estrago ter sido, mais uma vez, apenas material. Reconstruir é a nossa arte. O fato vai passar. O que vai ficar é a história que inventamos sobre o fato.

E assim, também se torna nobre aquele que agradece pela vida dos seus enquanto contempla os destroços.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s