Dois terços do ano

Você aguentou quase duas horas de um filme ruim. Mas no final aconteceu uma reviravolta, um diálogo com o qual você se identificou, uma cena de partir o coração –  e então tudo mudou. Você saiu feliz do cinema.

Já sabemos que o final marca mais do que tudo que acontece durante a experiência (a não ser que ocorra algo excepcional na metade). A avaliação de um período é muito influenciada pela forma que ele termina.

Se estamos numa situação ruim, digamos, em algum projeto pessoal ou profissional, encerrar com chave de ouro pode ser uma forma de reinterpretar tudo que já passou.

Completamos dois terços do ano. Quem sabe o mesmo comportamento de avaliação possa ser adotado, e os próximos meses determinem se o ano foi bom ou ruim. Mas isso você só vai conseguir dizer em 2020.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s