Sem plano B

Li e ouvi em vários lugares (em 3 ou 4) a mesma ideia: às vezes é bom não ter um plano B. Se você tem um plano B, você desiste quando do plano A? Diante da primeira dificuldade, ou realmente esgota as possibilidades?
Não ter plano B, em algumas situações, obriga você a perseverar. Não há outra opção – o plano A, único, precisa dar certo.
Vivemos em um mundo com infinitas possibilidades – seria justamente esse o motivo de tantas desistências?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s