O problema é interno!

Ontem comentei o fato de o problema parecer externo (o trabalho, o cônjuge, a sociedade) – mas ser interno.
Claro que um problema tem ramificações, vários fatores e causas, e por isso não é adequado generalizar. Mas generalizei de propósito: o problema é interno!
Primeiro, porque ele é seu problema. Se você não resolver, dificilmente alguém vai se importar e resolver para você.
Segundo, e mais importante: mesmo que o problema seja em grande parte externo, assumí-lo é reivindicar a responsabilidade pelo próprio caminho. Não importa quem o causou.
Quais são as outras alternativas? Ignorar, reclamar, vitimizar-se.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s