Talvez um centauro

Um motoqueiro passou por mim mandando um áudio. Numa rodovia. Gritando com o celular, pilotando só com uma das mãos.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Esse homem já é um ciborgue faz tempo: só trabalha se estiver com a sua máquina. Só se comunica se estiver com outra máquina. Mas ele 1)usa mal a tecnologia e 2)tem mais tecnologia disponível para facilitar sua relação com as máquinas. No contexto dele, já que não dá para estacionar um pouquinho, um fone de ouvido já seria uma evolução para relação homem-máquina.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A tecnologia (bem ou mal utilizada) molda o trabalho e a vida. O mesmo exemplo: temos capacidade cognitiva para focar só em uma atividade de cada vez. Mas insistimos em tentar usar duas máquinas ao mesmo tempo.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Pensando bem, esse homem não é um ciborgue. Talvez seja um centauro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s